Os deuses: Hades, o rei e o juiz das almas...







.....
Primeiro vem as Moiras anunciar a hora derradeira ao mortal perplexo ante os últimos instantes de vida. Depois chegam as Queres que cercam a vítima e apavoram-na. Debilitam-lhe o corpo e o espírito. Sangram-na com as unhas. Bebem-lhe todo o sangue. Derrotam-na.
.....A alma sem carne desce ao fundo da terra, sombrio reino de Hades. Atravessa um lúgubre rio na barca de Caronte, que a transporta para a morada definitiva.
.....A negra viagem leva a alma por uma paisagem escura e morta. Sobre o lodo das margens, salgueiros debruçam-se tristemente, como se chorassem a própria solidão. Imersas nas trevas, almas cabisbaixas percorrem, em total desalento, o tempo interminável.
.....A barca chega ao seu destino. O passageiro sem vida desembarca, e posta-se entre as sombras, esperando os juízes. À sua frente, dois caminhos, um para o Tártaro, suplício eterno dos maus e outro para os Campos Elíseos, eterno prêmio para os bons e justos. O tribunal decidirá seu rumo.
.....Diante da alma estremecida pela ansiedade, apresentam-se os juízes Minos, Éaco e Radamanto. Três figuras rígidas e graves, que sem hesitação castigam ou recompensam. Por último surge Hades, juiz dos juízes. Senhor das sombras e dos mortos. O invisível filho de Cronos e Réia.
.....O vermelho de suas vestes destaca-se no fundo das trevas de seus domínios. Não ostenta ornatos. Não chora e nem sorri. No rosto pálido, esquecido da luz, carrega apenas a cansada indiferença de quem já se acostumou a pronunciar a palavra final.
.....Os súditos desse deus subterrâneo são os mortos, seus companheiros e as criaturas infernais, que o ajudam a manter a ordem no reino das sombras. Seu atributo peculiar é o dom de ser invisível, tal qual seu mundo, vedado aos olhos dos vivos. Essa qualidade é advinda do capacete mágico que os Ciclopes lhe ofertaram durante a batalha contra Cronos. Justifica o nome Hades, que em grego significa "invisível".
.....Raramente o deus dos mortos interfere nos assuntos humanos ou olímpicos, porém, quando invocado, atua no sentido de auxiliar o comprimento das vinganças, tornando eficazes as maldições.
.....Também apresenta uma faceta benéfica. É Hades quem propicia o desenvolvimento das sementes, favorecendo a produtividade dos campos acima de seu reino, junto com sua esposa Perséfone.
 

.