Fábulas: Apolo mata os Ciclopes para se vingar de Zeus...





.....Em fervorosos e ligeiros amores, o deus Apolo fez vir ao mundo Esculápio, um filho mais que inteligente. Não podendo assumí-lo e nem arcar com as responsabilidades de pai por causa dos chamados dos homens, das festas em seu nome e da tentação das Ninfas, Apolo o confiou ao mestre Quirão, um centauro honrado e respeitado por todos os homens, todos os heróis e todos os deuses por seu vasto conhecimento que demonstrava com segurança e benevolência.
.....Em pouco tempo o mestre centauro percebeu que o que se tinha e podia ensinar já fora repassado ao jovem deus Esculápio.

.....Já herdara, em seu nascimento, toda a sabedoria paterna e seus adereços medicinais. Já ao andar, diferenciava e reconhecia as raízes e plantas benéficas. Diagnosticava com exatidão e confeccionava os bálsamos milagrosos que resolviam as piores enfermidades possíveis.
.....Seu nome correu rapidamente por toda a Grécia. Os doentes de todas as ilhas e lugares, campos e cidades, vales e montanhas, percorriam incansáveis estradas de difíceis acessos para chegar ao famoso deus médico.
.....Em um bosque tranqüilo, de maravilhosa vida silvestre entre fauna e flora em Epidauro, Esculápio, com suas mãos exatas e seus benéficos elixires, sarava todas as doenças humanas.
.....Zeus, da janela de seu palácio no Olimpo, observava os movimentos e sucesso do jovem deus e, temendo o uso destes poderes em conspiração para tomar seu próprio trono, pensou:
....."Poderia o deus médico fortalecer meus inimigos, curá-los de eventuais ferimentos em combate, tornando-os imbatíveis e incansáveis na pretensão do meu trono olímpico?"
.....Fabulou até na possibilidade de Esculápio ressuscitar os Gigantes, os Titãs e os Hecteorônquios. Zeus então, depois de muito raciocinar na solução precativa, mandou os Ciclopes eliminarem o adolescente médico. Com obediência e sem hesitação, o eliminaram de prontidão.
.....Por sua vez, Apolo não poderia erguer, em vingança da morte de seu filho, suas armas contra o próprio pai e soberano absoluto. Entretanto, voltou suas flechas para todos os Ciclopes e, com imensa raiva e mira certeira, eliminou todos. Desta atitude, resultou o maior castigo olímpico. Zeus o expulsou do monte Olimpo e da comunidade divina. Ficou condenado a espiar todos os crimes na terra como um mortal comum, sem regalia alguma.
 

.