Os deuses: Afrodite, deusa do amor e da beleza...







.....
Urano, o céu das estrelas, casou-se com Gaia, a terra, fecundando-a de forças muito violentas, fazendo-a mãe de criaturas como os Titãs, os Ciclopes, os Hecatônquiros e os Gigantes. Urano, entretanto, odiava seus próprios filhos e os condenou a viver encerrados sob a terra, sem nunca poderem ver a luz. Mas Gaia amava seus filhos e desejava libertá-los das profundas trevas. Além disso, estava cansada de seguidamente submeter-se aos arroubos de Urano.
.....Um dia, com seu filho Cronos, o mais jovem dos Titãs, traçou um plano para livrar-se do marido. Escolhera este cúmplice porque conhecia as dimensões de seu ódio pelo pai. O filho, com efeito, aceitou a incumbência e a arma, uma foice afiada oferecida pela mãe, arma que até hoje simboliza a morte.
.....Durante a noite, quando Urano desceu para cobrir a terra, aproximou-se Cronos e com um golpe único e violento, cortou os testículos do pai e depois os atirou no mar. O sangue de Urano jorrou sobre a terra que novamente a fecundou. Então nasceram as Erínias, terríveis deusas da vingança que, a partir desse momento, não deixaram passar crime algum em pune. Distante no mar, no mesmo instante que os tetículos de Urano tocaram as águas salgadas, formou-se uma espuma brotada dos órgãos arrancados de Urano e, dessa espuma, nasce Afrodite, a mais bela dentre todas as deusas, emergindo das águas docemente amparada numa grande concha de madrepérola.
.....Os Zéfiros, soprando com leveza impelem-na sobre as ondas até a praia da ilha de Chipre, conquanto estavam a sua espera as Horas, coroadas de ouro e exultantes de alegria. São elas que a vestem com um traje imortal e lhe adornam os loiros cabelos com singelas violetas. Depois a conduzem ao monte Olimpo, e apresentam-na aos deuses em assembléia. Há um geral clamor de admiração. Mesmo no mundo divino, jamais se tinha visto tão sedutora e graciosa formosura.
 

.