O Homem Renascentista...
.....No século XIV, o europeu começou a re-entender o Homem em si. Começou a buscar na antigüidade as glórias dos povos antigos, procurando substituir a mediocridade dos conceitos ideológicos baseados simplesmente na fé, que o aterrorizou durante anos a fio.
.....Inevitavelmente, surgiu o movimento hoje chamado Renascença. Iniciado por cidadãos abastados e com maior grau de instrução que, em busca da razão, disseminaram o renascentismo por toda a Europa com o mesmo ardor que os missionários religiosos disseminaram a fé católica.

.....Renascença, o resgate da razão.
.....Os renascentistas criaram escolas, feziram buscas científicas para as explicações das coisas materiais e imateriais, elegeram o Latim como a língua mais "doce e rica" e aceitaram os antigos escritos e ideais gregos como base para uma nova educação clássica. Com energia sem tamanho, esses chamados renascentistas, procuraram nos estudos e obras clássicas do passado, a valorização do Homem como Homem. Procuraram dar ao “Homem o que era do Homem e a Deus o que era de Deus". Escavaram ruínas, criaram bibliotecas e enfrentaram os dogmas da Igreja Católica, incentivando todos os tipos de arte e ciência.
.....A era renascentista leva esse nome pelo seu próprio significado: Nascer de novo!
.....O homem renascentista criou gosto pela autoconfiança, cuja confiança foi a pedra funadamental para o caracterizar nesta época.
.....O Renascimento teve seu início na Itália durante a invasão dos sábios gregos e árabes foragidos das invasões turcas no império bizantino. Junto a eles, vieram os escritos e praticamente toda a cultura grego-romana. O termo "Idade das Trevas" ilustra o período em que a cultura e intelecto ficaram "parados no tempo". Ao entender o resultado final das invasões bárbaras no passado, veio o inconformismo dos homens da Renascença. Neste período, a Europa encontrava-se nas mãos dos germânicos no norte, dos franceses na parte setentrional e do papado na parte central.
.....Com todas as crises que se desencadearam na Europa, a Itália, ou estados italianos, conseguiram manter o domínio do comércio na bacia mediterrânea recebendo e rejuntando o conhecimento, até então perdido. Foram os primeiros a se reorganizarem em grandes centros urbanos e em uma sociedade viável com autonomia política, chegando por várias vezes desafiarem o poder papal. Para simbolizar este período, nos vale a resposta florentina a exigência de Bonifácio VIII para a revogação de uma lei que não o agradara:
....."Ninguém tem nada que interferir na política e nas decisões da comunidade florentina."
.....Com muita riqueza e poder político acumulado, estas cidades-estados passaram a investir nas artes e nos estudos acadêmicos seculares, pondo de lado, de certa maneira, não a religião em si, mas sim o poder do clero. Elevaram-se no comércio e na produção de escala. Foram os primeiros a introduzir a semente do hoje chamado capitalismo. Desenvolveram, com isso, a leitura, o hábito de escrever e do domínio do mundo dos números.
.....Da Itália saíram os primeiros homens donos de si mesmos, mas só perto do século XIV que esta ideologia, como movimento unificado, chegou aos principais centros europeus.
.....O homem renascentista deixou de ser um ser de natureza generalizada para se tornar um ser individual se atenteando ao próprio "eu", trocando as pesquisas da alma pelas pesquisas e exames das coisas, de seus funcionamentos, interações e resultados. Começou a exibir sua própria personalidade e, como exemplos, atitudes curiosas como dos artistas que, deste então, passaram a assinar suas obras e, os fidalgos, nobres e banqueiros, a contratar escritores, escultores e pintores para perpetuarem suas vidas e imagens particulares.
.....Os professores renascentistas deram as costas à idealização medieval da pobreza, do celibato e da reclusão, e louvaram a vida familiar e o sábio uso da riqueza. Uma cela de mosteiro e pés sujos não eram mais pré-requisitos para o desenvolvimento da mente. O conhecimento era adquirido em melhores condições quando se dispunha de um mínimo de conforto material. O Renascimento libertou o Homem de sua insatisfação estática e este passou a refutar os dogmas do clero, olhando a vida como algo a ser vivida e não apenas levada segundo os paradigmas eclesiásticos, como por exemplo, ficar passivo a espera da fatídica morte ou a segunda vinda de Jesus Cristo, ou até mesmo, aceitar uma adversidade física como punição inevitável por algum pecado cometido outrora.
.....A arte é o melhor exemplo para ilustrar o Renasciemnto. Esta começou a mostrar o Homem em figuras tridimensionais e realistas em contraste com as pinturas do século XIII, cujo o Homem era retratado como uma figura plana e irreal. Era difícil imaginar um movimento ou até mesmo um sorriso nas imagens antes do Renascimento. Na arquitetura, saíram de uma representação simbólica sem uso prático para uma arquitetura prática voltada ao bem-estar do Homem sem mais a preocupação da ilusão dos monumentos.
.....Pode-se se dizer que a arte foi o primeiro passo dado no Renascimento. Sua música, pintura, escultura, literatura etc., mostraram claramente o dia-a-dia dos homens em formas realistas e tridimensionais, mesmo com o enfoque, no seu começo, religioso. Com o tempo, as artes passaram suas representações ao cotidiano do Homem em si, tendo nem tanto a religião como tema e não mais só a Igreja como cliente. Seus novos clientes, os nobres e fidalgos em sua maioria, objetivavam suas próprias valorizações e nas artes, a encontravam. Em resumo, os artistas passaram de meras representações gráficas para fotografias reais, retratando o mundo material tal como este se apresentava.
.....Da Itália para toda a Europa, reviveu-se o espírito de confiança fortalecido pelo aparecimento de gênios em todas as áreas como da matemática, ciência, arquitetura, artes plásticas, literatura entre outras. Alguns destes, para exemplificar, escreveu:
....."Agradeço a Deus por permitir que eu nascesse nesta época, tão cheia de esperança e promessas, que já se rejubila na maior assembléia de almas nobres que o mundo jamais vira nos mil anos que a precederam".
.....O Homem Medieval percebeu que para sair da obscuridade religiosa deveria olhar para trás e re-aprender o conhecimento. Por meio de releituras de Virgílio, Ovídeo, Cícero, Platão, Aristóteles entre muitos outros antigos, o Homem Medievo abriu seus horizontes passando a entender o mundo por conta do conhecimento, fazendo inclusive, o próprio clero a reestruturar seus conceitos para não perder terreno na política e na abastança espiritual que levava como seu maior legado. Os renascentistas acharam, nos antigos, novamente os conceitos básicos de uma civilização voltada ao bem-estar presente. Re-descobriram o direito, a é
tica, a moral, a arte; enfim, retomaram as especulações sobre quem somos, de onde viemos e para onde vamos.
.....Deste período até os dias atuais, o Homem passou a refutar e atacar todos os dogmas que por um motivo ou outro, se mostrassem, de alguma forma falsos, fundamentando assim a idéia de valor de verdade.



Resumo histórico do Renascimento:
.....1.300 d.C.
.....Em Pádua surgem as primeiras idéias humanistas.
.....Início das crônicas do banqueiro florentino Giovanni Villani.
.....Os papas saem de Roma e vão para Avinhão, início do cativeiro da babilônia.
.....Começa o comércio marítimo entre Flandres e Inglaterra com as galeras venezianas.
.....A Lombardia declara independência do norte da Itália.
.....Após concluir a Divina Comédia, Dante morre.
.....Projetada a Torre do Sino de Florença por Giotto.
.....Projetado o primeiro conjunto de portas de bronze para o batistério florentino por Andrea Pisano.
.....Início da expansão territorial de Veneza.
.....Bloqueados os negócios italianos pela inversão econômica e depressão na Itália.
.....Walter de Brienne é eleito déspota florentino e banido no ano seguinte.
.....Eleito como tribuno do povo, Cola de Rienzo.
.....Começa em Veneza a Peste Negra.
.....Gênova vence Veneza ganhando temporariamente o poder comercial no Mar Negro.
.....Entra em cena Petarco, grande renascentista, poeta louvado e consagrado em Roma.
.....Restaurado temporariamente o poder do papado nos estados pontifícios pelo cardeal Albornoz.
.....Retorna a Roma o clero papal.
.....Decameron, de Giovanni Boccacio dá início a prosa italiana.
.....Urbano VI é eleito papa.
.....Início do primeiro grande Cisma com a eleição do antipapa em Avinhão.
.....Veneza vence Gênova e retoma a supremacia do comércio com o Oriente.
.....São descobertas as Cartas Familiares de Cícero pelo chanceler de Florença, Coluccio Salutati.
.....Em Florença, é fundado o Banco Médici.
.....Introdução da língua grega na Universidade de Florença pelo sábio Manuel Chysoloras.
.....1.400 d.C.
.....Ghiberti vence a concorrência do segundo portão de bronze do batistério.
.....É dividido o domínio de Gian Galeazzo Visconti, o duque de Milão, após sua morte.
.....O termo renascentista é popularizado por Leonardo Bruni, escritor florentino.
.....Início dos estudos das ruínas em Roma por Brunelleschi e Donatello.
.....Fim do grande Cisma com o Concílio de Constança.
.....Descoberto os Manuscritos Clássicos pelo renascentista florentino Poggio Bracciolini.
.....Reforçado o poder papal nos estados pontifícios com a eleição do papa Martinho V.
.....Projetada a cúpula da catedral de Florença por Brunelleschi.
.....Estabelecida a escola de Vittorino da Feltre em Mântua.
.....Pintada a Moeda do Tributo por Masaccio.
.....Estabelecida a Escola de Guarino em Ferrara.
.....Florença fica por trinta anos no comando de Cosino Médici.
.....Primeiro Tratado da Teoria da Pintura por Leon Battista Alberti.
.....Apresentado o relato detalhado da Doação de Constantino.
.....Donatello apresenta David, primeiro nu livre da antigüidade.
.....A Anunciação é pintada por Frangelico.
.....O papa Nicolau V funda a biblioteca do Vaticano.
.....A casa espanhola de Aragão domina Nápoles e Sicília.
.....Escrito por Alberti, De re aedificatória, dando início a arquitetura moderna.
.....É esculpido o primeiro busto da Renascença por Mino da Fiesole.
.....Os Turcos dominam Constantinopla fazendo os sábios com muitos manuscritos gregos da antigüidade se refugiarem na Itália.
.....Torna-se duque Francesco Sforza, genro do duque Filippo Maria pela conquista de Milão.
.....Início da paz entre as cidades-estados italianas por quarenta anos com o Tratado Paz de Lódi.
.....A Batalha de São Romano é pintada por Ucello.
.....Em Florença, é fundada a Academia Platônica por Marsilio Ficino.
.....Veneza declara guerra contra os turcos durando dezesseis anos.
.....Perto de Roma, em Subiaco, aparece a primeira imprensa italiana.
.....Início do governo em Florença de Lorenzo Médici.
.....O papa eleito, Sisto IV, mantém o domínio sobre os estados pontifícios.
.....Fracassa a conspiração de Pazzi contra os Médici.
.....Veneza perde a guerra contra os turcos e junto, os previlégios comerciais.
.....Gian Galeazzo perde Milão para seu tio Lodovico Sforza.
.....Em Milão, no governo de Lodovico Sforza começa a idade áurea da Renascença.
.....O quadro Nascimento de Vênus é pintada por Botticelli.
.....Na corte de Lodovido Sforza, Leonardo da Vinci começa seus trabalhos artísticos.
.....Eleito papa Inocêncio VIII.
.....A estátua de Verrochio, Condottiere Colleoni é apresentada.
.....A imprensa de Aldine é estabelecida por Aldus Manutius.
.....Rodrigo Bórgia é eleito papa e ganha o nome de Alexandre VI.
.....Lorenzo de Médici morre.
.....A Itália é invadida por Carlos VIII da França.
.....Os Médicis são expulsos de Florença e seus bancos entram em falência.
.....Florença é dominada por Savonarola.
.....Nápoles é atacada e conquistada por Carlos VIII.
.....A Última Ceia é pintada por Leonardo da Vinci.
.....Os espanhóis expulsam os franceses de Nápoles.
.....Savonarola é queimado por heresia em praça pública.
.....Luis XII, rei francês, domina Milão na segunda invasão francesa à Itália.
.....1.500 d.C.
.....Franceses e espanhóis debandam na Itália e vão à guerra.
.....O quadro Mona Lisa de Da Vinci é apresentado.
.....O papa Alexandre VI morre e seu filho, Cesare Bórgia, perde o poder político.
.....É eleito papa Julio II e a arte ganha novos incentivos.
.....O sul da Itália é controlado pelos espanhóis com a conquista do reino de Nápolis.
.....A estátua de Davi de Miguel Ângelo é terminada.
.....Arcádia de Sannazzaro é publicada.
.....O projeto de São Pedro é desenhado por Bramante.
.....Descoberta a escultura de Laocoonte.
.....O teto da capela Sistina é pintado por Miguel Ângelo.
.....A Escola de Atenas é pintada para o Vaticano por Rafael.
.....Com as descobertas marítimas no oceano Atlântico, Veneza declina.
.....Os espanhóis e as forças pontifícias são derrotados em Ravena pelos franceses.
.....Os Médicis restauram seu poder em Veneza.
.....Os suíços conquistam Milão e um Sforza se torna duque.
.....Leão X, filho de Lorenzo Médici é eleito politicamente como papa.
.....Madona Sistina é pintada por Rafael.
.....Machiavel escreve O Príncipe.
.....A Itália é invadida pelo rei francês Francisco I.
.....Na batalha de Marignamo, os franceses reconquistam Milão dos suíços.
.....Francisco I da França contrata artistas italianos.
.....Publicação do épico Orlando Furioso de Ariosto.
.....A Bacanal é pintada por Ticiano.
.....Carlos I da Espanha é eleito Santo Imperador Romano.
.....Início do maneirismo na pintura.
.....Na capela dos Médicis, Miguel Ângelo faz as esculturas.
.....Os espanhóis vencem a batalha de Paiva contra os franceses.
.....Roma é saqueada pelas tropas do Santo Império Romano.
.....Os Médicis são expulsos de Florença e é restaurada a república.
.....Milão cai sob o domínio espanhol com a morte do último Sforza, Francisco II.
.....Publicação de O Cortesão de Castiglione.
.....A história da Itália é escrita por Guicciardini.
.....Na capela Sistina, Miguel Ângelo pinta o Juízo Final.
.....Copérnico apresenta seu trabalho sobre o Sistema Solar.
.....Publicação do trabalho de Vesalius sobre a anatomia humana.
.....Na basílica de São Pedro, Giovanni da Palestrina torna-se mestre do Coro de Crianças.
.....A escultura de Benevenuto Cellini, Perseus, é apresentada.
.....A Itália é invadida por Henrique II da França.
.....Felipe II sobe ao poder na Espanha e assume Milão, Nápoles e Sicília.
.....Morre Giovanni della Casa e seu trabalho, O Galeto, é publicado postumamente.
.....França desiste da Itália firmando o tratado de Cateau-Cambrésis.

 

.