O Homem na Era das Explorações...
.....A Era das Explorações é marcada pelo entendimento humano sobre o mundo físico em que vivia. Entendeu que todos os oceanos eram uma só massa de água e que poderia, com embarcações corretas, provimento, tempo, habilidade e coragem, chegar a qualquer lugar no mundo que fosse banhado pelo mar. Isso levou o Homem ocidental a rever todos os seus conceitos e pré-conceitos.
.....Uma das maneiras de se medir essa magnitude é uma comparação ao que sentimos hoje sobre a exploração do espaço sideral.

.....Descobertas marítimas, uma das maiores aventuras do Homem.
.....O vislumbre a que passamos hoje em relação a cada descoberta nova no Cosmos é o mesmo vislumbre que o Homem renascentista da Europa, de 1.420 até 1.620, teve quando descobriu que tinha o mundo inteiro para explorar.
.....Neste tempo o europeu já tinha reavivado o conceito dos antigos romanos: “A praticidade.” E a dos gregos: “Se há de se fazer; que se faça bem feito e uma só vez”.
.....Homens como Colombo, Vasco da Gama, Fernão de Magalhães, Sebastião Elcano entre outros, fizeram seus nomes por conta da coragem e na crença de fortunas prováveis em terras nas quais os estudiosos da época juravam haver além-mar. Pioneiros, foram, ano a ano, percorrendo as costas continentais e as mapeando; se afastando e descobrindo ilhas e ilhas e, principalmente, que não havia monstros e nem o tal abismo no fim do mundo. Entenderam que os antigos estavam certos há séculos: “O mundo é redondo.”
.....Assim, Colombo, com o patrocínio espanhol, descobriu que nesta circunferência, havia um continente entre a Europa e a Índia. Antes, Vasco da Gama descobriu a vastidão da costa africana.
.....Poucos documentos mostram as minúcias destes feitos. O sigilo era imprescindível para o monopólio das novas rotas comerciais e domínio dessas novas terras. Os documentos oficiais eram apenas vistos pelos interessados. A maioria dos fatos aos quais sabemos hoje foram baseados nos escritos de amadores que por um motivo ou outro estavam em tais expedições e fizeram suas crônicas particulares sem fundamentos práticos ou científicos, registrando mais o que queriam ver a que realmente viram.
.....As descobertas não se deram como descobertas. O europeu já sabia da existência de terras longínquas. Sabia da existência do Japão, da China e da Índia. Sabiam sobre as lendas dos antigos vikings sobre as terras ao oeste do Atlântico norte contadas desde mil anos antes.
.....O maior feito foi o desbravamento das águas e, conseqüentemente, o desenvolvimento da tecnologia de navegação. Por fim, a troca de cultura entre outros povos levou o europeu ao seu apogeu renascentista. Ganancioso, foi pelo desconhecido atrás da fonte de possíveis riquezas e acabou por unir o mundo todo num processo comercial no qual estamos hoje envolvidos sob o nome de globalização.
.....Os descobrimentos foram seguidos de colonizações, tanto de povoamento como de exploração, que levaram os compromissos exteriores a exercerem influências na ascensão e queda de reinos; a produzirem novas riquezas e pobrezas, novos produtos, novos problemas, nova maneira de pensar e principalmente no surgimento de países como os Estados Unidos e Canadá no norte, por colonização de povoamento e, dos países no sul como colonização de exploração. Este exemplo serve para termos uma idéia de quem é o povo norte-americano em comparação ao povo sul-americano, suas diferenças culturais, sociais e econômicas.
.....Mesmo em meio a um caos sócio-econômico-religioso, perdidos entre idéias da razão, da religião e de uma confusão intelectual, os europeus foram os primeiros a desbravarem os mares. Outros povos como os mulçumanos, chineses, japoneses e até mesmo os indianos não se arriscaram em aventuras especulativas por terem vastas terras, população, economia e idéias sob uma sociedade estamental.
.....Os europeus já tinham total conhecimento do território asiático, da vastidão africana e das terras bem ao norte. Sabiam bastante sobre seus povos e até se avantajaram pelos mapas e documentos destes. Só não tinham tudo isso de maneira organizada e catalogada em uma só configuração, na qual, cada reino escondia seus conhecimentos para ganhar vantagens na corrida comercial. Neste período, os governos passaram a investir nas expedições e os burgueses a criarem as Companhias de Comércio, principalmente nos países como Inglaterra, Holanda, Espanha e Portugal. Com pioneirismo, cada qual defendeu sua rota e terras "descobertas" com armas e muita política. Portugal e Espanha saíram em vantagem por terem uma melhor cartografia e por darem maiores créditos aos eruditos e inventores desacreditados de outros reinos.
.....Portugal e Espanha, em melhor situação geográfica foram os braços das explorações enquanto a Itália foi o cérebro por ter a posse dos resultados especulativos dos renascentistas além de maior entendiemnto sobre o conhecimento dos antigos, como por exemplo: astronomia, matemática e teorias sobre um mundo redondo. Todos trazidos pelos sábios que se puseram em fuga durante as invasões turcas no Império Bizantino.
.....Nestas condições a Europa, já no auge de seu Renascimento, estava carente de metais e de especiarias que não eram necessariamente riquezas, mas sim um meio de se fazer a riqueza. As minas de prata na Alemanha não estavam mais atendendo a demanda; as minas na Irlanda já não tinham mais ouro; a moeda era coisa rara na Europa do fim do século XIV e, sem moeda corrente, não era possível expandir o comércio e gerar as riquezas tão desejadas pelos burgueses e governantes. Em atos de interesses separados, se aliaram em novas idéias para a auto-suficiência.
.....A "Santa Igreja" não poderia ficar de fora e achou um jeito de levar seu "ganha-pão" em nome de Deus. Com a desculpa de "agradar" a Deus, o clero se manteve nesta disputa com seus padres e congregações, nas quais podiam converter os povos pagãos que, certamente, interessando aos governantes, seriam mais fácies de governá-los sob o terror divino europeu. Abafavam suas culturas e por meios persuasivos e coercivos, introduziam a religião católica, dando a bênção as expedições e seus atos como já afirmava Maquiavel:
....."Não importa os meios, mas sim os fins..."
.....Em outras palavras, temos o rei de Portugal Dom Manuel I, justificando em Deus a ironia de ele ser um dos primeiros nesta epopéia das novas rotas comerciais a tanto desejadaantes por outros povos:
....."Enquanto Deus não desejou que isso acontecesse, todos os homens de outros tempos foram incapazes de conseguí-lo. E é agora um erro e uma ofensa a Deus querer resistir-lhe à sua vontade manifesta e conhecida".
.....Todo o povo europeu, fora os intelectuais burgueses, clero e aristocratas, tinham em mente que a conversão dos infiéis era uma ação de Deus dada somente ao povo europeu. Acreditavam piamente nisso e, em nome disso, com a bênção papal, mataram, aniquilaram e fizeram culturas e culturas desaparecerem do mundo... Apenas os protestantes entraram nesta corrida sem demagogia de duplo interesse. Não tinham missionários e nem a preocupação com os "infiéis". Tinham apenas o interesse comercial, como por exemplo, o Inglês Richard Hakluyt:
....."Trabalho na possibilidade de ampliação dos domínios da excelentíssima majestade, a Rainha e, conseqüentemente, de sua honra, de suas rendas e de seu poder com a glória de Deus..."
.....Não havia, por fim, nenhum interesse no conhecimento e quando as especiarias, metais e produtos exóticos ficavam escassos, largavam seus portos e se estabeleciam em novas terras nas quais se pudesse retirar mais riquezas, guardando-as com "unhas e dentes". O Brasil foi um bom exemplo disso em sua colonização inicial que se deu pelo interesse dos portugueses pelo Pau-Brasil, largamente comercializado em toda a Europa.
.....Os europeus tiveram a vantagem na navegação perante outros povos basicamente com a mistura das embarcações do Mediterrâneo de velas triangulares e seus cascos largos com as embarcações dos povos do norte de velas quadradas e cascos alto e ovulado. Assim, os europeus foram os primeiros a desenvolver barcos com grande estrutura e resistência que os levaram a grandes distâncias e os trouxeram de volta intactos. Não obstante, vieram os inventos que surgiram provenientes do movimento renascentista, resultado da valorização da ciência pelo experimento especulativo, no qual, seus inventores, deixaram de lado os dogmas da "Santa Igreja" e se projetaram no raciocínio lógico das coisas. Foi assim que os navios mercantes e de guerras ganharam novas estruturas e equipamentos de navegação, mapas mais precisos, excelentes comandantes e marinheiros vindos das recém formadas escolas navais.
.....Os homens que se alistavam para as empreitadas de exploração comercial tinham mais segurança nos riscos provindos do mar e no escorbuto a que os camponeses e cidadãos da terra firme que morriam mais pelas pestes e conflitos diários em muito maior número. Por isso, não é de se imaginar que o além-mar pudesse ser melhor que a terra firme. A maioria dos tripulantes recebiam mais nos serviços marítimos que seus trabalhos em terra firme e, o dinheiro, em espécie provindos ou da coroa ou dos abastados donos de Companhias de Comércio.
.....Assim, os europeus sairam de suas terras com a Bíblia em uma mão e a sacola para recolher o ouro em outra além da espada na bainha.



Resumo histórico da Era das Explorações:
.....1.400 d.C.
.....Na China a dinastia Ming começa o comércio com a Índia, Pérsia e África.
.....Portugal conquista Ceuta em Marrocos e dá início à sua expansão ultramarina.
.....Portugal chega as ilhas Madeira.
.....Imitação de Cristo é escrito por Tomás Kempis.
.....Na França, os Médicis sobem ao poder.
.....Ultrapassado o limite do mundo pela conversão do cabo Bojador.
.....Açores é colonizado pelos portugueses.
.....O poder do papa é contestado pela descoberta da fraude do documento da Doação de Constantino por Lorenzo Valla.
.....Na África, os portugueses chegam a foz do rio do Ouro.
.....Na África aparece o reino de Benin.
.....Nas Américas os astecas dominam os povos no Vale do México dando início ao império asteca.
.....Constantinopla cai nas mãos dos turcos e refugiados bizantinos levam para Itália importantes documentos clássicos, dando início ao Renascimento italiano e posteriormente europeu.
.....Selada a paz entre França e Inglaterra na Guerra dos Cem Anos.
.....Inventada a imprensa por Gutenberg e produção do primeiro livro impresso no mundo, a Bíblia.
.....Início da Guerra das duas Rosas dividindo a Inglaterra por mais de 30 anos.
.....As ilhas de Cabo Verde são descobertas por Cadamosto para a coroa portuguesa.
.....Os portugueses chegam a Serra Leoa.
.....Em Florença, sobe ao poder Lourenço Médici.
.....O reino de Castela e Aragão é unificado como casamento de Isabel e Fernando.
.....A Igreja é fortalecida com Sixto IV no papado.
.....Ptolomeu apresenta em edição impressa a Geografia.
.....Na Espanha a Igreja dá início a Inquisição.
.....Veneza, após 16 anos de guerra, é derrotada pelos turcos e ganham os previlégios comercias no mar Mediterrâneo.
.....O Ducado de Moscou é libertado dos Tártaros por Ivã III.
.....Henrique VIII inicia a dinastia Tudor findando a guerra civil inglesa.
.....O rio Gongo na África é explorado por Diogo Cão.
.....Bartolomeu Dias contorna o Cabo da Boa Esperança no extremo sul da África.
.....A Espanha vence e expulsa em Gramado os turcos e judeus.
.....Em sua primeira viagem, Colombo descobre as ilhas Bahamas e Cuba em nome da Espanha.
.....Colombo chega a Porto Rico na América Central em sua segunda viagem.
.....Fechado o Tratado de Tordesilhas pelo qual o mundo novo é dividido em dois entre Espanha e Portugal.
.....Na Itália, Carlos VII da França a invade dando início a 65 anos de guerras na região entre a França e a Espanha.
.....A Última Ceia é pintada por Leonardo da Vinci.
.....Pela Inglaterra, João Cabot explora a costa norte das Américas.
.....Vasco da Gama chega a Índia inaugurando a primeira rota exclusiva de Portugal.
.....Em Florença, Savanarola é queimado vivo em praça pública como herege.
.....Colombo chega na costa do continente americano na terceira viagem.
.....1.500 d.C.
.....Cabral chega ao Brasil na América do Sul e toma posse em nome da coroa portuguesa.
.....Colombo dá início a exploração na América Central em sua quarta viagem.
.....O nome América é dado ao novo continente por Martin Waldseemmuller na publicação de novo mapa mundi.
.....O teto da Capela Sistina é pintado por Miguel Ângelo.
.....O Elogio da Loucura é escrito por Erasmo de Roterdã.
.....Na Batalha de Dui, o poder naval português derrota os mulçumanos.
.....Goa fica nas mãos de Portugal por conta das conquistas de Albuquerque.
.....Nas Índias, Albuquerque conquista Malaca dando a Portugal uma importante base.
.....Os portugueses chegam à China e às Molucas.
.....O istmo do Panamá é atravessado por Balboa que é o primeiro europeu a ver o oceano Pacífico.
.....O Príncipe é escrito por Machiavel.
.....Utopia é publicada por Thomas Moore.
.....Carlos I de Habsburgo sobe ao trono do Sacro Império Romano como Carlos V.
.....No império otomano, Solimão, o Magnífico, sobe ao poder.
.....Na Dieta de Worms, Lutero rompe com o papado.
.....Os astecas em Tenochtitlán são dominados por Cortes.
.....Dada a volta ao mundo pelos espanhóis sob o comando de Fernão de Magalhães.
.....A foz do Hudson é explorada por Verrazano em nome da França.
.....A Alemanha é tremulada pela Guerra dos Camponeses.
.....Na Índia inicia-se a dinastia Mogul.
.....O Cortesão é publicado por Castiglione.
.....Sem resultado, os turcos sitiam Veneza.
.....Na América do Sul, Pizarro derrota os incas em nome da Espanha.
.....Gargântua e Pantagel é escrita pelo comediante Rabelais.
.....A Igreja Anglicana é fundada na Inglaterra com Henrique VIII rompendo com a Igreja Católica.
.....O rio São Lourenço é explorado por Cartier.
.....Lima é fundada no Peru pelos espanhóis.
.....Instituição Cristã é publicada por Calvino.
.....De Soto explora o oeste do hoje, Estados Unidos.
.....Revitalizando o catolicismo na Reforma, surge a Companhia de Jesus.
.....Calvino sobe ao poder em Genebra como um teocrata.
.....Coronado explora mais o oeste norte Americano.
.....Para acabar com os hereges, Roma funda a Congregação da Inquisição.
.....Revoluções do Orbe Celeste é publicado por Copérnico.
.....Na Rússia Ivã IV se nomeia Czar.
.....No Japão em Kagoshima, chegam os portugueses.
.....Na procura por uma passagem para Índias, o inglês Hugh Willoughby morre no nordeste Americano.
.....A Alemanha é dividida em principados luteranos e principados católicos pelo Tratado de Absburgo.
.....Carlos V abdica seu trono no Sacro Império Romano e entra para um mosteiro e seu reino é divido entre os príncipes.
.....Na Espanha inicia o "século de ouro" no reinado de Felipi II.
.....Sobe ao trono inglês, Elizabeth I.
.....Guerras religiosas e civis por 36 anos na França.
.....Os holandeses iniciam suas revoltas contra o domínio espanhol.
.....Publicado o novo mapa do mundo por Gerhardus Mercador.
.....Nas Filipinas, a Espanha funda Manilha.
.....Em Lepanto, as esquadras venezianas e espanholas derrotam os turcos.
.....Massacrada a população protestante na França.
.....Os Lusíadas é escrito por Camões.
.....Espanha incorpora Portugal.
.....Os Ensaios é publicado por Montaigne.
.....Nova volta ao mundo por Sir Francis Drake.
.....No Mar do Norte, a invencível esquadra espanhola é derrotada pela esquadra inglesa em meio a tempestades.
.....A dinastia Bourbon é fundada na França pelo então rei Henrique IV pondo fim as guerras religiosas e civis.
.....Publicado As Principais Navegações da Nação Inglesa de Hakluyt.
.....As Índias orientais também são exploradas pelos holandeses.
.....Os missionários ocidentais são expulsos do Japão.
.....1.600 d.C.
.....Licenciada a Companhia das Índias Orientais Inglesa.
.....Licenciada a Companhia das Índias Orientais Holandesa.
.....Dom Quixote é publicado por Cervantes.
.....As ilhas Novas Hébridas Stentrionais são descobertas por Queirós.
.....Chega a costas da Austrália, Janszoon.
.....Navegando pelo sul indiano, Torres contorna a Nova Guiné.
.....Prosperado a cultura do fumo pelos ingleses quando se instalam em Jamestown.
.....Fundada a colônia francesa em Quebec na América do Norte.
.....A baía de Hudson é explorada por Henry Hudson.
.....A Tempestade é apresentada por Shakespeare.
.....A Bíblia do rei James é publicada.
.....João Sem Terra assina a carta magna dando poderes políticos à burguesia inglesa.
.....A Rússia aumenta seu poderio com a dinastia Romanov.
.....Instalado em Manhattan um posto comercial de pele de animais pelos holandeses.
.....Começa a Guerra dos Trintas Anos na Alemanha.
.....Na baía de Plymouth, desembarcam os missionários ingleses.

 

.