O Homem Bizantino...

.....A maioria das pessoas não tem consciência do valor que o império bizantino teve e, nem ao menos sabe sua origem e desfecho final. Na realidade, o império bizantino é apenas um nome dado a seqüência final, mas duradoura, do império romano no qual, se um homem atual voltasse para esta época e perguntasse a alguém sobre os bizantinos, teria apenas um olhar perplexo e curioso, seguida de uma pergunta: Bizantinos? Quem são?

.....Bizâncio, salvaguarda da herança do Homem Moderno.
.....Bizâncio nada mais foi que uma grande cidade no limite oriental do decadente império romano no século IV. Tornou-se a capital do império, longe das invasões dos bárbaros substituindo Roma e, seu nome trocado por Constantinopla, nome do até então imperador romano, Constantino. “Império bizantino” é um nome didático dado para entendermos melhor os fatores históricos da época e que provêm do nome antigo desta cidade, Bizâncio, marcando a separação definitiva do Império Romano do Ocidente do Império Romano do Oriente.
.....Com a corrupção ativa e solta, anarquia política, ascendência do cristianismo como única filosofia de vida que trazia conforto ao povo oprimido e mais as perdas das terras na Europa para os bárbaros, Constantino se viu obrigado a proteger o que lhe ainda restava, digamos, intacto nas terras romanas do Oriente. Transferiu a capital do império da cidade de Roma para Bizâncio e trocou seu nome por Constantinopla. Conseguiu manter sem interrupção a estrutura política e cultural dos grego-romanos. Tiveram várias transformações nas quais se apararam suas arestas, sem modificar a essência da ideologia, governo e legislação do império romano. É tido como o verdadeiro império romano pela sua continuidade ininterrupta pelos séculos no tempo em que Roma e Europa estavam sob o poder dos bárbaros e que, no advento da Era dos Reis no século XIV, o império bizantino ainda se manteve intacto em toda a sua estrutura.
.....O império bizantino perdurou por mais de mil anos com admirável ordem política e consciência de sua unidade cultural. Neste período, a Europa estava dividida pelo sistema feudal e sob a submissão da ascendente Igreja Católica, conquanto o conhecimento e atividade intelectual foram reduzidos ao mínimo e ainda, o que restara, somente aos que estavam no poder do clero.
.....Nas mãos de Carlos Magno, séculos mais tarde, a Europa teve uma breve esperança em voltar aos tempos áureos do império romano. Entretanto, devido as intrigras e interesses da Igreja, somado a ignorância resultante das invasões bárbaras, isso não passou de meras tramas políticas e interesses particulares das diferentes aristocracias, gerando apenas guerras e mais guerras, tendo a própria Igreja, em nome de Deus, o título de pivô central.
.....Carlos Magno, em síntese, buscava na cultura grega-romana os ingredientes para a restauração do império, mas tendo em si, vários elementos orientais não condizentes com a ideologia cristã européia, encontrou inúmeros obstáculos políticos e inúmeros interesses pessoais escondidos em nome de Deus, na qual a própria Igreja, nesta fase, já governando mais da metade do território europeu, queimava vivo aqueles que a contradizia.
.....No império bizantino, essa essência grego-romana se manteve junto aos costumes orientais em uma unidade religiosa de tal modo que fez dos bizantinos um povo de mesma religião, códigos éticos e praticamente de mesma língua: a grega.
.....Deus nomeava os imperadores, sendo cada qual chegando ao poder, independente dos meios, mas sim por vontade divina. E quando caiam, era vontade divina também, tendo o povo, total obediência para com seu imperador, um escolhido de Deus.
.....Já a arte bizantina proveio dos povos orientais cujo caráter abstrato, uniforme, luminosidade e cores brilhantes, são visíveis por todo o território bizantino.
.....Esta reunião de culturas sob o julgo da filosofia cristã mais primitiva, vencendo o paganismo do neoplatonismo e o estoicismo e, em nome de um só homem, escolhido por Deus, um imperador; fizeram de Bizâncio a cidade chave para a reunificação e perduração do antigo império romano no Oriente, mantendo a cultura antiga e desenvolvendo o intelecto humano. Devolveu aos europeus, após séculos, toda esta carga cultural e intelectual esquecida no tempo durante a Era das Trevas na Europa que perdurou do século IV ao século XIV. Devolução esta, feita pelos sábios que, fugindo das invasões muçulmanas, trouxeram junto as escrituras e conhecimentos dos antigos, e que provocou pouco mais tarde, o que chamamos hoje de Renascença nos reinos já instituídos na Europa, em meio ao total domínio eclesiástico.
.....Assim o lugar de Bizâncio na história da humanidade é de grande valor, pois foram os bizantinos os guardiões da cultura e conhecimento gerados pelos povos antigos que na nova Europa, foi "perdido" pelo sistema cristão europeu sob o julgo, primeiro da confusão cultural nas invasões bárbaras, e em segundo, na posse da Igreja em emendar a religião com a política, centralizando os interesses dos homens (clero) como sendo interesses de Deus.
.....O império bizantino, da mesma maneira, mesmo que tardia, abriu o intelecto do europeu. Foi deles a cultura básica para organização de povos como, por exemplo, os russos...
.....Assim Bizâncio, é o último e único herdeiro do antigo império romano e a primeira nação cristã em si, mantendo por mais de mil anos a consciência e os conceitos dos gregos clássicos e, mais tarde, a fé cristã nas doutrinas de Jesus Cristo dentro de um dualismo que nada atrapalhou a vida cotidiana de seus cidadãos, tanto no campo administrativo, como no jurídico, político, social e no religioso.



Resumo histórico do povo bizantino:
.....300 d.C.
.....Constantino I sobe ao poder em Roma como único imperador romano do Ocidente e do Oriente.
.....Reunião do primeiro Concílio Ecumênico.
.....Transferência da capital do império romano para a cidade de Bizâncio.
.....A cidade de Bizâncio passa a chamar Constantinopla.
.....Morre Constantino, o Grande.
.....Construção do porto de Juliano em Constantinopla.
.....Acordo militar faz Constantinopla perder para os persas territórios na Mesopotâmia e na Armênia.
.....Em Milão, Santo Ambrósio torna-se bispo.
.....Em Constantinopla é construído o aqueduto de Valente.
.....Teodósio I inicia seu reinado por 16 anos e inicia a dinastia Teodesiana no Império Romano do Oriente.
.....Obelisco de Teodísio é construído no hipódromo de Constantinopla.
.....Arcádio sobe ao poder no Império Romano do Oriente.
.....400 d.C.
.....É exilado São João Crisóstomo por ataques verbais a imperatriz Eudóxia.
.....Queimada a Hagia Sophia.
.....Teodósio II sobe ao poder em lugar de Arcádio.
.....Em Roma, Alarico, rei bárbaro visigodo, invade e saqueia a cidade.
.....Teodósio II constrói as muralhas triplas de Constantinopla.
.....Terremoto prejudica as muralhas de Constantinopla.
.....Em Roma, os vândalos a saqueiam.
.....É construído o mosteiro de São João de Stoudion.
.....Zenão sobe ao poder por meio de um casamento com Ariadne, filha de Leão o Sábio.
.....Odoarco, rei ostrogodo, invade Roma e depõe o imperador, Rômulo Augustulo, dando fim ao Império Romano do Ocidente.
.....Em Constantinopla, Anastácio uni-se em matrimônio com a imperatriz Ariadne e torna-se imperador do Império Romano do Oriente por mais de 27 anos.
.....Início propriamente dito do império bizantino.
.....500 d.C.
.....Justino I, camponês Ilírio, sobe ao poder em Bizâncio.
.....Terremoto destrói Antióquia.
.....O sobrinho de Justino I, Justiniano sobe ao poder e reina com sua mulher, Teodora, por 38 anos e com eles, o império bizantino atinge seu auge cultural e econômico.
.....São construídas as igrejas de São Sérgio e São Baco.
.....O império bizantino adota o código de Justiniano como base jurídica em todo o seu território.
.....Durante o motim de Nika, Sophia Hagia e outros prédios em Constantinopla são danificados por um incêndio criminoso.
.....Hagia Sophia é reconstruída.
.....Construção das cisternas subterrâneas e São Salvador em Chora.
.....Justino II sobe ao poder em Constantinopla.
.....O filho adotivo de Justino II, Tibério I Constantino, sobe ao poder.
.....Em Roma, Gregório Magno torna-se papa.
.....600 d.C.
.....Subindo ao poder, Heráclio, ganha fama nas batalhas vitoriosa contras os persas.
.....Jerusalém é tomada pelos persas.
.....Constantinopla é atacada pelos ávaros.
.....Início dos ataques árabes a Pérsia.
.....Omar I conquista os persas em Jerusalém.
.....Início das invasões árabes ao Egito.
.....Primeira invasão dos árabes à Constantinopla vindos pelo mar.
.....Em Siracusa, é assassinado o imperador Constante II.
.....Sobe ao pode Constancio IV.
.....Por terra, o primeiro ataque dos árabes à Constantinopla.
.....Os árabes tomam Baluarte, último domínio bizantino na África.
.....700 d.C.
.....Nova tentativa de invasão à Constantinopla pelos árabes que são ressarcidos pelo então imperador Leão III, cujo reinado dura 24 anos.
.....Início da discussão Iconoclástica.
.....Os árabes são derrotados em Poitiers por Carlos Martel.
.....Na Arábia os omíadas são destronados pelos abácidas.
.....Os lombardos dominam Ravena.
.....Bagdá é fundada pelo Califa Al-Mansur.
.....Constantino IV sobe ao poder em Bizâncio.
.....Defesa da crença nos ícones religiosos no sétimo e último Concílio Ecumênico da Igreja Oriental.
.....Irene cega seu próprio filho, o imperador Constantino VII na ambição de tomar o poder em Bizâncio e, sobe ao poder intitulando-se imperadora.
.....800 d.C.
.....Carlos Magno é corado na Europa e a Igreja Ocidental o intitula imperador do Sacro Império Romano.
.....Nicéfero é proclamado imperador do Império Bizantino em revolta palaciana destronando a imperatriz Irene.
.....O Armênio Leão V sobe ao poder em Bizâncio.
.....Em Constantinopla, é realizada a segunda fase do Sínodo Iconoclástico.
.....Sobe ao poder Miguel II, o Frígido, após o assassinato de Leão V.
.....Sob maior influência da cultura muçulmana nos territórios bizantinos, sobe ao poder Teófilo.
.....Com o fim da discussão Iconoclástica, volta a arte em Bizâncio.
.....Primeira tentativa de invasão do povo russo à Constantinopla.
.....Basílico I inicia a dinastia macedônia no império bizantino.
.....900 d.C.
.....Os árabes conseguem derrotar Tessalonica, segunda maior cidade do império bizantino.
.....Constantino VII Porfirogeneta, o Erudito, sobe ao poder.
.....Bizâncio e o povo búlgaro selam um tratado de paz.
.....Novo ataque russo devasta a praia asiática de Bósforo.
.....Sob ameaça das tropas do príncipe russo Igor, Bizâncio sela um tratado de paz e comercial com o povo russo.
.....Romano I, maior imperador bizantino, morre em exílio como um monge.
.....Em Bizâncio a imperatriz russa é homenageada, firmando o acordo de paz e comercial com o povo russo.
.....Sobe ao poder Nicéfero II Focas ao casar-se com a imperatriz, Teófano, viúva de Romano II.
.....João I Tzimices sobe ao poder por conta do casamento com a irmã de Romano II
.....Sobe ao poder o último representante da dinastia macedônia, o imperador Basílio II.
.....1.000 d.C.
.....Basílio II conquista os territórios búlgaros.
.....Com a morte de Basílio, morre a época heróica do império bizantino.
.....É construída São Salvador Pantepopte e são restaurados os mosaicos da Hagia Sophia.
.....Total separação da igreja bizantina da de Roma, formando a Igreja Apostólica Romana na Europa e no Oriente a Igreja Ortodoxa Romana.
.....Belgadro é ocupado pelo povo húngaro.
.....Cesária é invadida pelo povo Turco.
.....Na Itália meridional, cai o último território bizantino nas mãos do povo turco, a cidade de Bari.
.....Cai Constantinopla nas mãos dos turcos Seldjúquidas.
.....É fundada a nova dinastia bizantina, os Comnenos, com o imperador Comnenos.
.....É construído o novo palácio em Constantinopla e transferido a corte imperial.
.....Início das primeiras Cruzadas em defesa do povo cristão dos territórios tomados pelos "Infiéis".
.....Os cruzados retomam dos árabes o reino de Jerusalém.
.....1.100 d.C.
.....Os Pisanos conseguem excelentes tratados comerciais com o povo de bizâncio.
.....É construído o mosteiro de São Salvador de Pantocrator
.....Início da segunda Cruzada.
.....Bizâncio aliada aos venezianos retomam Corfu aos normandos.
.....Construção das muralhas de Manuel I cercando o Palácio de Blachernae.
.....Confiscados todos os bens dos venezianos.
.....É fundada a monarquia sérvia com o imperador Estavão Nemânia.
.....Andrônico, imperador morto em meios a súplicas.
.....Início do segundo império búlgaro.
.....Jerusalém é tomada por Saladino.
.....Início da terceira Cruzada.
.....1.200 d.C.
.....Início da quarta Cruzada.
.....Constantinopla é reconquistada pelas tropas da quarta Cruzada.
.....Aleixo Comneno funda o estado de Trebizonda.
.....Teodoro I Láscaris funda o império grego de Nicéia.
.....Casando-se com Irene, filha de Teodoro I Láscaris, João III Ducas Vatatzes torna-se imperador e reina durante 32 anos.
.....Miguel VIII Paleólogo retoma Constantinopla das mãos dos latinos e inicia a dinastia dos paleólogos.
.....Miguel firma acordo com o papa Gregório X reconhecendo como legítima a Igreja Apostólica Romana.
.....É restaurada São Salvador em Chora, restaurando seus mosaicos e acrescentado a Capela Pareccleision à Igreja da Virgem Santíssima em Pammakaristos.
.....1.300 d.C.
.....Início das conquistas otomanas nos territórios bizantinos.
.....Os turcos tomam Nicéia e outras cidades mais, anexando toda a Ásia Menor.
.....O povo genovês toma o centro comercial de Quios.
.....É construída a Torre de Gálata em Constantinopla.
.....Tomada de Galípoli pelos turcos.
.....Chegada dos turcos às muralhas tríplice de Constantinópla.
.....Na batalha de Cossovo, os turcos tomam o império sérvio.
.....Manuel I dá início ao seu reinado bizantino por 34 anos.
.....Os otomanos tomam o império búlgaro e reinam por mais de 500 anos.
.....Constantinopla é assediada pelo sutão otomano Bajazé.
.....1.400 d.C.
.....Em Angorá, os turcos otomanos são derrotados por Tamerlão.
.....Constantinopla é atacada pelo sutão otomano Murad II.
.....João VIII sobe ao poder e governa por 23 anos.
.....Salonica é tomada pelos otomanos.
.....No cisma entre as igrejas do Ocidente e do Oriente, tenta-se sanar suas diferenças na esperança da união cristã com a perspectiva de salvar o império bizantino.
.....Tentativa dos otomanos sem êxito à belgrado.
.....Sobe ao poder o último imperador bizantino, Constantino XI Dragosés, cujo reinado dura apenas 4 anos.
.....Com a construção da fortaleza de Remeli Hisar, fecha-se Bósforo às invasões cristãs.
.....Com o cerco de Maomé II, Constantinopla cai nas mãos dos otomanos pondo fim ao império bizantino.

 

.