Resumo dos principais filósofos...

Pitágoras (571 a.C. - 496 a.C.)


.....Pitágoras é considerado, junto com Thales, além de filósofo, um matemático. Era um homem místico em sua concepção de realidade. Nascido, segundo os antigos registros, na cidade de Samos, na Jônia, entretanto, passou a maior parte de sua vida na cidade de Cróton, no sul da península italiana.


.....Nesta cidade fundou uma ordem de vários sábios que acabaram por se tornarem seus discípulos, sucessores de suas idéias. Era uma ordem na qual o sigilo e as atitudes pertinentes eram mantidos em segredo como forma de conduta, fato que os levou a serem conhecidos, hoje, como pitagóricos.
.....Pitágoras elaborou uma filosofia pela qual se tinha o foco no conceito das coisas da alma. A metempsicose, ou seja, a transmigração das almas. Tinha em mente que se a alma era imortal e imigrando entre os homens ou em outras criaturas vivas, logo, alguma coisa permanecia. Para os pitagóricos, quando matavam um animal e o comiam, poderiam estar matando uma alma da própria espécie e, até mesmo, algum ente querido ou parente próximo.
.....Desenvolveram então um elaborado ritual de abate e alimentação, bem como uma relação enorme de coisas que deveriam ser seguidas para se manter a alma limpa e pura. Enfim, Pitágoras, foi um filósofo religioso.
.....Diferente dos melisianos, Pitágoras organizou uma cosmogonia baseada na matemática e no misticismo individual. Enquanto os melisianos colocavam as coisas de formas em que a razão era o eixo de raciocínio, e com focos nas coisas do Universo e nas coisas da natureza palpável e seus fenômenos, Pitágoras, tendeu para as coisas da religião, da alma do Homem e de sua salvação, explicando-as por meio da matemática.
.....Elaborou vários teoremas matemáticos com bases em geometria e aritmética, nas quais pode-se entender melhor sua filosofia. Para Pitágoras, os números eram as essências das coisas, originando os elementos básicos como água, ar, terra e fogo.
.....Tudo no mundo era dado como expressões de números, tanto as coisas palpáveis como as não palpáveis. Estas expressões eram números pares e ímpares, nos quais, os pares eram os infinitos e os ímpares os finitos.
.....Desenvolveu a Tábua de Opostos, que Aristóteles mais tarde, apresenta suas contradições, mas que basicamente, constituíam as idéias que governam as atitudes do Homem como: limitado e ilimitado, ímpar e par, uno e múltiplo, direita e esquerda, macho e fêmea, repouso e movimento, reto e curvo, luz e escuridão, bem e mal, quadrado e retangular, circunferência e oval etc.
.....Para Pitágoras, o número é matéria e ao mesmo tempo o significado dos Cosmos. Defendia que o ímpar e o par engendrariam a unidade e esta unidade, por sua vez, dariam origem aos números reais e as outras coisas do Universo e do intelecto. Pitágoras elaborou as formas geométricas com bases nas suas quantidades de pontos. Um ponto seria um, dois pontos uma reta, três pontos uma superfície, quatro pontos um sólido etc. Assim, a forma de um quadrado poderia ser tanto um quadrado como um retângulo, dependendo das posições e ordenações dos seus pontos.
.....Acreditava também que tanto o Sol, como a Terra e os demais corpos celestes eram todos esféricos, e que giravam em torno de um fogo central, envolvido por uma massa de ar infinita.
.....Neste sentido, Pitágoras e os pitagóricos, deixaram como legado, mesmo misturando a matemática com coisas do mundo subjetivo e abstrato, uma matemática real na qual a usamos até hoje, como por exemplo, no cálculo para a ida até a Lua, ou mesmo nos cálculos da física quântica.
 

.