Resumo dos principais filósofos...

William James (1.842 - 1.910)

.....Americano de Nova York, irmão dentre cinco, sendo todos de muitas aptidões intelectuais e artísticas. Teve uma educação inconstante ficando ela em si, dentro do seu próprio lar no início. Em fase adulta, procurou os estudos em escolas na Suíça, França, Alemanha e Inglaterra, se especializando em ciências naturais e pintura.


.....Formou-se em medicina e chegou a professorar na universidade de Harvard, passando pelas cadeiras de anatomia, fisiologia, psicologia e por fim, filosofia.
.....Desenvolveu o pragmatismo por meio de idéias conceituadas por seu contemporâneo Pierce, pelo qual achou, como tema central, a pluralidade como fluxo e identificação das coisas direcionado à experiência simples do Homem.
.....Alegava que, se uma idéia funcionava, então seria uma idéia verdadeira e, fazendo diferença na vida do Homem, teria então um significado, conquanto a verdade não tem um significado absoluto, fixo e imóvel, sem depender do entendimento humano. Todavia, a sua criação se dá pelos sentidos e ações do Homem. Tinha em mente que verdade e bondade eram coisas relacionadas, nas quais, o que se dá por verdade é transformado no que é bom por conseqüência...
.....Sua preocupação filosófica estava em desenvolver um sistema moral pelo qual os homens pudessem viver bem com bases neles próprios pelas suas manifestações como seres.
.....Em sua obra mais famosa, "Os princípios da Psicologia", James mostra os estados mentais do Homem engendrados pelos estados físicos, e que, ao mesmo tempo, os transformando fisicamente. Não aceita o dualismo que concerne os conceitos entre mente e físico e, também não admitindo a junção dos dois em uma concepção física. Para ele, a mente era um aparelho para o entendimento dos propósitos. Em sua obra, deixa bem claro que a consciência contínua era algo relativo aos estados mentais e suas atividades observadas do ponto de vista introspectivo.
.....O pensamento e suas análises mostram o estado mental associado em uma consciência pessoal, e que os pensamentos são contínuos e, ainda, mesmo uma pessoa dormindo ou inconsciente, ao voltar à consciência, continua seu pensar anterior. Assim, os pensamentos estão sempre em mudanças latentes e a consciência com a capacidade de observar e selecionar os objetivos.
.....Introduziu o conceito do Self, pelo qual descreve:
....."Os estados de consciência são todas aquelas necessidades psicológicas que as faz funcionar. Metafísica ou teologia podem provar a existência da alma; contudo, para a psicologia, uma hipótese de tal princípio substancial de unidade é supérflua."
.....Mostra-nos a diferença entre o "Eu" e o "Meu", e a miúde, o "Eu" dado como consciente em qualquer aspecto e momento e, o "Meu", somente como uma coisa consciente "de". Classificou o "Meu" em três hipóteses: O Meu material, o Meu social e o Meu espiritual, sendo estes, coisas em constantes conflitos internos com o senso do ideal, com o qual, o espectador os julga por meio destas interações.
.....O pragmatismo de James não refuta a religião e nem os fatos em si, oferecendo um método que compete a todas as hipóteses do "Meu".
.....Por fim, chegou a conclusão de que o Universo é um sistema natural no qual muita pluralidade coexistem e, em seu interior mais profundo, os homens estão refazendo suas ações e sistemas em relação a tudo que encontra, não cessando a ordem natural evolucionária com nada imóvel e imutável.
 

.