Resumo dos principais filósofos...

Erich Fromm (1.910 - 1.980)


.....Alemão, filho único de pais neuróticos, socializou-se de maneira neurótica, cuja socialização o levou, desde cedo, a pensar na irracionalidade do comportamento humano.


.....Fromm é mais conhecido como psicólogo do que como filósofo. Entretanto, em suas obras encontramos verdadeiros pensamentos filosóficos, como por exemplo, em sua obra "Ética e Psicanálise".
.....O início de sua tese se deu por questionar o comportamento de pessoas razoáveis e civilizadas em relação ao entusiasmo que tinham por coisas como guerra, por exemplo. Como, para Fromm, é possível pessoas ficarem nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial durantes anos e viverem como animais? E pra quê?
.....A irracionalidade do Homem Moderno o transtornou de tal maneira que resolveu meditar sobre o tema .
.....Durante a Segunda Guerra Mundial, Fromm, se convenceu da irracionalidade dos homens, tantos dos governantes como dos governados, fato que o levou a estudar filosofia, psicologia e sociologia.
.....Atesta ser necessário dar mais ênfase à estrutura social para a formação de um indivíduo. Em seus pensamentos encontramos a afirmação de que a vida do Homem Moderno se tornou errada ou distorcida, coisa que o levou a elaborar sua tese, na qual, a sociedade é criticada e, ao mesmo tempo, é uma sociedade esperançosa de que as soluções encontram-se ao alcance, pois, o Homem Moderno ainda é capaz de eliminar seu aspecto destrutivo, sua maior prisão.
.....Tentou mostrar o caminho da liberdade sem solidão, da razão sem tradicionalismo, do amor-próprio sem egoísmo e da religião sem dogmatismo.
.....A psicanálise, para Fromm, é uma tentativa de estabelecer a psicologia como ciência natural, cometendo o erro de separá-la dos problemas de ética e de filosofia, segundo seus pares. Entretanto, Fromm afirma:
....."A psicologia esqueceu-se de que a personalidade humana não poderia ser entendida se não encarássemos o homem em sua totalidade, o que significa a necessidade de encontrar uma resposta para a questão do significado de sua existência e de descobrir normas segundo as quais deva existir. O homo psychologicus de Freud é uma criação tão irreal quanto o homo economicus da economia clássica. É impossível compreender o Homem Moderno e seus distúrbios mentais sem compreender a natureza dos conflitos e dos valores."
.....Sob este aspecto, Fromm, corroborando com uma ética humanista, procura demonstrar que a estrutura da personalidade integrada e madura e do caráter produtivo, constituem a fonte e base da virtude. O vício, por outro lado, é uma indiferença dos homens em relação si próprios.
....."Os valores supremos da ética humanista não são a renúncia própria nem o egoísmo, porém o amor-próprio é a afirmação de seu verdadeiramente humano."
.....Para Fromm, o Homem se tornou um escravo, muito embora se sinta um senhor.
.....Distingue a ética autoritária da ética humanista por dois critérios. Um formal e outro material. Ética formal é a ética que nega a capacidade de o Homem saber o que é bom ou mau, pois, quem ditas as normas é uma autoridade que sempre transcende o indivíduo, baseando-se, não na razão e nem no conhecimento, mas na sensação de fraqueza de cada indivíduo em si. Ética material é a ética contida no conteúdo normativo, respondendo o que é bom e o que é mau, principalmente em função dos interesses da própria autoridade que as formulou.
.....A ética humanista se diferencia da autoritária tanto no critério formal como no material: "formalmente, ela se baseia no princípio de que só o próprio homem pode determinar o critério do que é virtude ou pecado, e não uma autoridade a ele transcendente"; materialmente, "baseia-se no princípio de que bom é aquilo que é bom para o homem e mau o que é nocivo para ele". Para Fromm, é o bem-estar do homem social, dentro da sociedade, o único critério do valor ético.
.....A ética humanista é uma aplicação da arte de viver socialmente:
....."O homem Moderno parece crer que ler e escrever são artes a serem aprendidas. Que é preciso estudo considerável para tornar-se arquiteto, engenheiro, operário especializado etc., mas que viver é algo tão simples que não requer nenhum esforço em particular para aprender como fazê-lo".
.....O homem e a sociedade, por outro lado, por o primeiro não poder viver sozinho ou desligado dos outros indivíduos, tem que, de alguma maneira associar-se aos outros para sua própria defesa, trabalho, satisfação sexual, divertimento, criação de filhos, transmissão de conhecimento e coisas materiais etc.
....."Um homem pode relacionar-se com outros de várias maneiras: pode amar, odiar, competir ou cooperar; pode construir um sistema social baseado na igualdade ou na autoridade, na liberdade ou na opressão."
.....O homem e o meio é analisado por Fromm, em suas diversas orientações, por meio das quais o indivíduo se relaciona com o mundo: a orientação receptiva, a orientação exploradora, a orientação acumulativa, a orientação mercantil, a orientação necrófila e, a orientação produtiva.
.....Na receptiva os homens se enquadram como eternos consumidores mercadológicos. Na exploradora, os homens têm a sensação de que tudo o que se necessita está fora de si próprio. O indivíduo não produz por si só; tem buscar no meio. A acumulativa, os homens, sem fé de suas forças criadoras, apóiam sua segurança no acumulo e na poupança de riquezas. Na mercantil, própria da sociedade moderna, consiste em o homem (advogado, comerciante, médico etc.) acreditar que tudo deva ser trocado. Coisas como amor, amizade etc., existem como objetos de troca.
.....Assim, defende que a orientação produtiva é a única verdadeira, pois os homens não são somente animais racionais e sociais. São, sobretudo, animais produtivos, capazes de transformar os materiais que encontra à mão, valendo-se de suas razões e imaginações.
 

.